As três regras para um bom blog

O blogueiro não pode atrapalhar um usuário ou, por omissão, permitir que ele se perca no seu site.

O blogueiro deve trabalhar técnicas para que seu blog apareça no Google da melhor forma possível, exceto nos casos que tais técnicas entrem em conflito com a primeira regra.

O blogueiro deve proteger a existência de seu blog, utilizando uma boa rede de relacionamentos, desde que tal proteção não entre em conflito com a primeira e segunda regra.

Essa brincadeira com as leis da robótica que fiz, pode ser muito nerd, mas define bem as três entidades que devemos agradar para ter um blog de sucesso e a ordem de atenção para cada uma delas.

  1. A primeira Regra: Usabilidade.
  2. A segunda Regra: SEO (Search Engine Optimization).
  3. A terceira regra: Rede de parceiros ou “a sua blogosfera”.

O que vai fazer bem para o seu usuário?

A primeira regra é simples, primeiro agrade seu cliente, nesse caso os visitantes do seu blog, tudo deve ser pensando para que ele acesse a página que deseja em no máximo 2 cliques (excelência) ou a menor quantidade possível.

Como o Google vai ver meu blog?

Muitas pessoas não estão preocupadas com o Google porque não pretendem ser blogueiros profissionais.
Eu considero isso um erro, afinal se você dedica seu tempo a escrever, provavelmente quer que as pessoas leiam, o Google é a melhor forma das pessoas encontrarem seus textos entre milhares pela internet.

Quem está ao seu lado na internet?

Todo mundo gostaria de ser parte da blogosfera, um bom inicio é fazer parte de pequenas blogosferas, pequenos grupos de outros blogs que complementam o seu conteúdo.

Amigos próximos, leitores que tenham blog e redes como o dihitt ajudam nesse item.

Nova categoria Blogando

Essa introdução ficou gigante, mas ela forma as bases dos meus próximos artigos, desde que comecei a explorar as entranhas do WordPress, resolvi mostrar alguns truques e vou juntar a esses truque as coisas que aprendi no controle de uma meia dúzia de blogs, minha experiência é baseada em vários fracassos e tentativas malucas de fugir das técnicas normais para ver o que funciona.